Covid: mesmo depois de vacinado, os cuidados devem continuar sendo seguidos

A vacina contra a Covid-19 já está sendo aplicada em alguns grupos prioritários, desde janeiro. No entanto, com a imunização contra a COVID-19 se tornando uma realidade, há uma série de questionamentos: além de prevenir os sintomas, as vacinas também podem impedir uma pessoa de espalhar a infecção?
De qualquer forma, devemos ter em mente que: uma vacina contra a COVID-19 que apenas previne sintomas pode não prevenir a infecção ou sua transmissão a outras pessoas. Com isso, é possível que uma pessoa vacinada ainda seja uma portadora assintomática do vírus. E se as pessoas vacinadas ainda podem ser propagadoras assintomáticas, isso significa menos proteção indireta.
“Com a chegada da vacina e imunização das duas doses, já notamos uma diminuição no número de idosos contaminados e mortos pela COVID-19. Mas, é importante lembrar que as medidas de isolamento, uso de máscara e higienização com álcool gel continuam sendo muito importantes nesta batalha contra a doença. A pessoa, mesmo estando vacinada, ainda pode contrair o vírus e transmiti-lo. Por isso, todos os cuidados devem continuar sendo seguidos”, comenta o médico geriatra, Dr. Jean Pierre de Alencar.
Aí que entra um ponto importante: não há vacina suficiente para todos, pelo menos não ainda. Alguns grupos de pessoas estão sendo vacinados primeiro, então precisamos continuar seguindo os protocolos de prevenção. Por que usar máscara?
A expectativa geral é que as vacinas provavelmente tenham algum efeito na transmissão, mas por hora, ninguém sabe o quanto. Diferentes níveis de proteção contra a transmissão podem fazer uma grande diferença na eficácia de uma vacina para conter a pandemia.
E se a vacina pode proteger da doença, mas não necessariamente do vírus, mesmo depois que houver a vacinação, ainda será necessário continuar com algumas medidas de segurança — como o uso de máscara, por exemplo — até que a pandemia esteja sob controle. É que mesmo que você esteja vacinado, pode transmitir o vírus para quem ainda não tomou a vacina.
Uma das dúvidas mais frequentes sobre a imunização, aliás, e sobre a janela de infectividade: quanto tempo após a vacina será estabelecida a imunização no organismo? Segundo órgãos de saúde a imunidade completa ao coronavírus se dá 10 dias após a segunda dose de uma vacina.
As vacinas não vão zerar [as transmissões] de COVID-19, principalmente neste momento em que apenas alguns grupos estão sendo imunizados. Elas são uma ferramenta adicional, porém mais poderosa, que vem para agregar o atual arsenal que temos contra a doença — como máscaras, distanciamento e higienização correta e frequente das mãos.

Youtube

2021 ©copyright - Prefeitura Municipal de Casa branca - Todos os direitos reservados.

Casa Branca

Busca

Skip to content